Gramado

Portal Gramado no Rio Grande do Sul

Gramado é uma cidade com estilo europeu situada na Serra Gaúcha. Município do Rio Grande do Sul, a cerca de 120 km de Porto Alegre, Gramado é um dos maiores destinos turísticos no Brasil. Canela, a cidade vizinha também visitada quando os roteiros são montados, fica a apenas 10 km. Grandes estruturas hotelerias para casais e famílias, farta gastronomia (farta mesmo!) e bons vinhos se juntam as baixas temperaturas de inverno e outono e as paisagens coloridas da primavera/verão nos proporcionando uma opção de turismo em qualquer estação.

A cidade tem eventos durante praticamente todos os meses, mas dois deles são de grande destaque: o Festival de Cinema de Gramado e o Natal Luz. Considerado o maior evento de cinema da América Latina, o Festival de Cinema de Gramado acontece durante uma semana em meados de agosto e possui uma extensa programação, valorizado o cinema brasileiro. Além das exibições o evento reúne produtores, atores, atrizes, diretores, patrocinadores e entidades para discussões sobre desenvolvimento do setor. Além de premiar o melhor filme e demais categorias com o Kikito (prêmio máximo e símbolo), o festival homenageia importantes nomes brasileiros e latino-americanos.

Natal Luz em Gramado
Natal Luz em Gramado

Já o Nata Luz é o evento temático natalino mais bonito do país. Toda a cidade é enfeitada, decorada e iluminada em função do Natal. Há uma série de atrações, com uma programação diária em vários locais, pagos e gratuitos. A dica é não deixar para comprar em cima da hora, programe-se para comprar as atrações e garanta a hospedagem com bastante antecedência.

Apesar desses dois eventos serem potencializadores de turistas, em qualquer outra data do ano, a cidade proporciona muitas opções de lazer e gastronomia. Mas o que chama mais atenção mesmo em Gramado são os famosos chocolates, encontrados em várias e várias lojinhas e fábricas ao seu redor. Além dos chocolates, também destacam-se os café coloniais, os rodízios de fondue, as vinícolas e churrascarias.

Onde ficar?

Rua de GramadoGramado e Canela são cidades separadas por apenas 10 km, por isso, a maioria das atrações são muito perto uma da outra. Acaba endo mais prático ficar no centro de Gramado pra quem não tem carro, porquê a noite você não precisa se deslocar para curtir a cidade, onde estão a Rua Coberta, o comércio e restaurantes. Além disso, a maioria dos restaurantes, cafés coloniais e rodízios de fondues tem vans que buscam os hóspedes nos hotéis/pousadas e depois levam de volta. De dia, ainda é possível usar o BusTour para rodar as cidades. Não é barato, mas dependendo do roteiro, da quantidade de dias, pode se encaixar perfeitamente.

Para quem está de carro, qualquer lugar é lugar. Você tem liberdade para escolher horários de passeios e jantares. A preocupação é somente por conta do estacionamento, achar um lugar para estacionar. O trânsito de Gramado tem um aspecto curioso para a maioria dos brasileiros. A cidade não tem sinal (semáforo), por isso é importante respeitar, como todos respeitam as leis de trânsito. O pedestre pisou na faixa de segurança, os carros param na hora.

Pra nós, a melhor pousada custo-benefício de Gramado se chama: Pousada Bella Terra. Ela fica perto da Rua Coberta, do Palácio dos Festivais e da Igreja de São Pedro, ou seja, bem no centrinho da cidade. Também tem estacionamento pra quem é mais preguiçoso e empresta bicicletas para quem é mais fitness. E mesmo que você não seja, vale a pena tirar um dia e pedalar pela cidade, talvez uma volta até o Lago Negro, quem sabe…

Como chegar?

O aeroporto de Porto Alegre, Salgado Filho, é o mais utilizado por quem chega de avião com destino a Gramado ou Canela. O trajeto não é complicado, são cerca de 120 km, traduzidos em quase 2 horas de trajeto em três  opções de caminhos diferentes. Chegando na cidade, a maior dificuldade está em estacionar, principalmente quando estamos falando de alta temporada.

Se você quer cochilar um pouco ou ver as paisagens no caminho e principalmente não ter estresse com carro, gasolina ou estacionamento, várias empresas fazem esse traslado, sendo ele privativo ou compartilhado com outras pessoas. O preço do transfer varia com a época do ano.

A maneira mais econômica de chegar à Serra Gaúcha com certeza é de ônibus. É possível comprar as passagens online, custa em torno de R$ 45,00 e você ainda pode revalidar a passagem (mediante a disponibilidade) caso haja atraso no voo.  Não é nem necessário se deslocar até a rodoviária, o Salgado Filho é parada obrigatória de alguns ônibus. No site da Viação Citral são informados os horários e dias da semana e o link para compra das passagens.

Onde comer?

A sequência ou rodízio de fondue é sagrado em Gramado. Você viaja para a Serra Gaúcha, passa pelo pórtico de Gramado, se hospeda e vai embora sem experimentar o fondue, então você não foi a Gramado. Existem muitos lugares que oferecem aquele verdadeiro rodízio de fondue, começando pelo queijo, passando pela carne e terminando em chocolate branco e preto, mas vou citar nossa experiência com apenas 3 deles.

Rodízio de fondue em Gramado. Le Lac Noir, Lago NegroO Le Lac Noir fica no bairro do Lago Negro, tem serviço que busca e deixa no hotel/pousada e o preço está na faixa de R$80 e R$90 reais. O Chateau de La Fondue, é um pouco mais caro, na faixa de R$100,00 com voucher no site ou quase R$160,00 sem voucher, mas é importante chegar cedo, pois o local enche. Um dos mais conhecidos é o Le Petit Clos. Apesar de ser o mais caro, R$149,00, segue o mesmo padrão de atendimento dos demais, o que varia de restaurante é o sabor dos queijos, dos molhos e dos chocolates que cada um oferece. O fondue na pedra é mais saudável, pois não se usa óleo e também não deixa cheiro de gordura nas pessoas e na casa, além de evitar acidentes.

Pode ter certeza de que o que você mais vai fazer em Gramado é comer! E não podemos esquecer de jeito algum do Café Colonial. É uma das mais autênticas tradições da cozinha alemã, onde prepara-se uma mesa com imensa variedades de comida como pães, bolos, doces, salgados, waffles, frios e muito mais. Apesar do nome, não é um café da manhã, por isso é melhor deixar o estômago vazio e no final da tarde aproveitar essa orgia gastronômica. Separe o dia de fondue do café colonial, ou então…

Florybal, fábrica de chocolates em Gramado

Continuando no roteiro gastronômico, mas agora buscando um pouco a rota dos chocolates, andar pelas ruas da cidade a gente encontra uma loja atrás da outra. É difícil escolher o melhor. Dentre as mais conhecidas podemos destacar algumas: Prawer, Florybal, Lugano e Caracol. Mas a Gramadense, Planalto e do Parke, apesar de menores em tamanho, são tão boas quanto. É apenas questão de gosto.

O que fazer?

Deixando um pouco de lado a parte do roteiro que te fará engordar 5 kg, vamos começar a falar das atrações de Gramado e Canela. Para dar início, o Lago Negro é o lugar certo. O parque possui lago verde-escuro ao redor de pinheiros, azaleias e hortênsias, dependendo da estação do ano. Vale pegar a bicicleta e pedalar até o parque, fazer caminhadas ou apenas andar de pedalinho no lago. O valor varia de R$20 a R$30 reais dependendo do pedalinho.

relógio de rua em GramadoNo centro de Gramado, a Rua Coberta merece um destaque especial. No espaço são realizados eventos e exposições, há comércio de roupas e acessórios, restaurantes, cafeterias, bistrôs e lojas de souvenirs. E a Praça Major Nicoletti é uma extensão da Rua Coberta. No centro encontra-se também a Igreja Matriz São Pedro, o Palácio dos Festivais, berço do Festival de Cinema e a Fonte do Amor Eterno, lugar romântico onde os casais podem colocar seus cadeados, simbolizando sua união. O preço é salgadinho, custa R$30,00 o cadeado com plaquinha. A rua mais famosa de Gramado é conhecida como Rua Torta. Ela não é muito extensa e apenas uma rua com arquitetura urbanística torta. Vale apenas para tirar fotos, mas cuidado com os carros.

Ainda perto, mas saindo um pouco do centrinho, duas das atrações mais tradicionais, mas em lados opostos são: Mini Mundo e Aldeia do Papai Noel. O Mini Mundo é um parque de miniaturas famosas no Brasil e no mundo. São réplicas em escala 24 vezes menor. Engana-se quem acha que é voltado para o público infantil, vale a pena. Custa R$ 36.00 inteira e R$ 18,00 a meia. Já a Aldeia do Papai Noel é mais lúdico. É o primeiro e único parque natalino da América Latina. Esse parque temático sim leva as crianças a um mundo de fantasia, inclusive alguns adultos. O espaço é bem grande e vale a visita, mas é uma pena o local estar um pouco abandonado, mal administrado. O ingresso adulto custa R$ 35,00 e o infantil R$ 22,00. Menores de 2 anos não pagam.

Museus

Já na Avenida das Hortênsias existem quatro museus tradicionais da cidade e um vale dos dinossauros (parque temático), todos da mesma empresa de entretenimento, a Dreamland. Nos sites de cada um deles você encontra os preços de cada museu individuais ou o valor de combos (passaportes) com desconto.

  • DreamlandHarley Motor Show: o Museu de Cera apresenta ícones da cultura pop e do cinema. O Harley Motor Show é um espaço temático dedicado aos amantes das motos Harley Davidson. São museus diferentes, mas no mesmo local;
  • Hollywood Dream Cars: Essa atração é para os apaixonados por carros antigos. é uma exposição de carros antigos que marcaram a indústria automobilística e do cinema nos seus áureos anos;
  • Super Carros: É um espaço que reúne diversos carros esportivos, de luxo e corrida como Ferraris, Lamborghinis, Corvettis, Camaros, entre outros. É possível alugar e fazer um test-drive pela cidade.

Vale a pena visitar esses tipos de ambiente fechado? Essa resposta é bastante individual, depende do tamanho do seu roteiro, do clima de Gramado e do gosto específico por cada uma das atrações. Seu perfil vai decidir!

Museu Medieval do Brasil Castelo Saint George em GramadoGramado também possui o único Museu Medieval do Brasil, conhecido como o Museu Medieval do Brasil Castelo Saint George. O Museu tem estrutura de pedra, realmente como um castelo e foi construído pelo proprietário Gilberto Guzenski, praticamente sozinho. Ele confecciona artesanalmente brasões de família e pode-se encomendar diretamente com ele no museu. Gilberto também se dedica aos estudos da heráldica desde 1967, que significa ciência e arte de descrever os brasões de armas ou escudos. O Museu também conta com uma exposição permanente de cutelaria. Valor da entrada custa em torno de R$ 30,00.

Parques

Snowland em GramadoO Snowland é o único parque de neve indoor do Brasil e são mais de 16 mil m² de estrutura. O parque é dividido em 3 atrações: Vilarejo Alpino, com patinação no gelo, simulador 7D e lojinhas com opções de comida, o Mirante Bela Vista, com vista privilegiada para a Montanha de Neve você pode comer e beber com atendimento personalizado, música e conforto, e por fim a Montanha de Neve, lugar onde você pode esquiar, fazer snowboarding ou descer de boia na montanha. O passaporte adulto custa R$ 169,00 e ode criança R$ 139,00. Para snowboarding e esqui, é cobrado uma taxa por hora para aula de instrutor que geralmente é em grupo, é obrigatório o pagamento que gira em torno de R$ 120,00. O Snowland é divertido, mas dependendo da época do ano precisa chegar muito cedo, pois as filas são grandes e são poucas atrações, limitando a busca por rotação de atrativos para fazer. Caso o parque esteja no seu roteiro, uma dica interessante é unir uma visita a vinícola Ravanello nesse mesmo dia. Os locais são bem próximos mesmo, inclusive ir andando de um para outro.

O zoológico de Gramado tem um novo conceito dentro segmento e chama-se GramadoZoo. Os animais são espécies em extinção, animais resgatados de maus tratos, tráficos, acidentes, todos da fauna brasileira. São 1.800 metros de percurso que tem como foco para os visitantes a educação ambiental. O valor é de R$60,00 a inteira e R$30,00 a meia.

O Le Jardin, situado na entrada de Gramado, é o primeiro parque de lavanda do Brasil. É um enorme jardim com plantas de várias espécies, e obviamente, lavanda. O parque atualmente se dedica a divulgação da lavanda e seus benefícios terapêuticos, ornamentais e culinários. A floração se dá principalmente entre outubro e dezembro, mas em qualquer época do ano é bonito. Ele está aberto à visitação de terças a domingos das 9h30min as 17h30min e é uma das raras atrações da cidade em que o ingresso é gratuito.

Cervejarias

A região que se destaca pelos chocolates, pelos vinhos e fondues também precisa pensar no setor de uma paixão nacional: a cerveja artesanal.  Uma cervejaria nova, que está começando a ganhar destaque é a White Fly. O espaço é um pub onde você pode conhecer todo o processo de produção das cervejas, os sabores e aromas. São 15 torneiras de cervejas diferentes, com fabricação própria de 4 amigos mestres cervejeiros. As duas seguintes são mais tradicionais de quem visita a Serra Gaúcha a mais tempo.

  • Cervejaria Farol: Ponto Turístico de Canela e bastante frequentado, a Cervejaria e restaurante Farol oferece uma vista da torre de 32 metros de altura que tem vista panorâmica para a Serra Gaúcha, onde é possível avistar Gramado, Caxias do Sul e São Francisco de Paula. Possui visita guiada, que aborda a História da Cerveja, ingredientes, processo produtivo e degustação de cervejas. Valor de R$ 15,00 por pessoa.
  • Rasen Bier: Localizada em Gramado, fudanda em 2008, a marca homenageia a cidade até no nome, pois Rasen é uma palavra alemã que significa “gramado”. As cervejas da Rasen são produzidas apenas com o que há de mais puro, seguindo à risca a Lei de Pureza da Alemanha. São 3 tipos de degustação onde a variação é a quantidade de cerveja que você vai tomar (apenas um chopp, 5 tipos de cerveja ou 7 tipos de cerveja) e todas dão direito a visita guiada na fábrica com horário marcado.

Standard – R$15,00: visita +  degustação de chopp Pilsen (copo de 300ml);

Premium – R$19,90: visita + degustação de 5 estilos de chopp (100 ml cada);

Super Premium – R$24,90: visita + degustação dos 7 estilos de chopp da marca (100 ml cada).

Vinícolas

Na sua viagem a Serra Gaúcha não pode faltar uma degustação de vinho. Quando falo em Serra, não estou falando de cidades como Bento Gonçalves ou Caxias do Sul, e sim de Gramado. A Vinícola Ravanello, fica a poucos minutos do centro e a alguns passos do Snowland. A visita inicia nas videiras (área externa) e logo depois se dará no interior da vinícola onde mostramos e explicamos o processo de elaboração de nossos vinhos e espumantes. A visitação dura em média 50 minutos com degustação de 3 vinhos (em taça personalizada cortesia). Atualmente, a visita tem um custo de R$45,00 por pessoa (apenas menores de idade acompanhados são isentos) e os horários e dias de visitas guiadas são: de segunda a sábado as 10, 11, 14, 15 e 16hs (não há necessidade de agendamento, basta chegar 15/20 minutos antes dos horários estabelecidos).

A tradicional Vinícola Jolimont, em Canela, foi à pioneira da produção de vinhos finos no Rio Grande do Sul. Diferente da Ravanello, a Jolimont possui uma variedade maior de vinhos, por isso agrada mais paladares. A visitação, que dura em torno de 1 hora, é gratuita, e ao final o turista adquire uma taça no valor de R$ 30,00 para a degustação, uma espécie de lembrança. Na Jolimont a visitação acontece todos os dias entre 8 horas e 17 horas e aos domingos, entre 9 e 16 horas.

Canela

Essa pequena cidade do Rio Grande do Sul, localizada também na Serra Gaúcha fica colada em Gramado, separada apenas por 6 km de distância. O ponto central da cidade é a Catedral Nossa Senhora de Lourdes, mais conhecida como Catedral de Pedra. Nos arredores da Catedral há várias lojas de artesanatos, lojas de roupas, agências de turismo, restaurantes e lanchonetes. A Igreja fica linda a noite, quando a iluminação externa é acesa e agiganta ainda mais um dos pontos turísticos mais visitados de Canela.

Catedral de Pedra em Canela

Outra atração tradicional de Canela é o Mundo a Vapor. Parque temático para encantar tanto adultos quanto crianças apresentando máquinas em miniatura de proporções exatas, detalhes perfeitos e funcionamento mecânico completo reproduzindo um processo industrial de maneira minuciosa. É mais que um museu, é uma experiência interativa. Custa R$ 36,00 e estudante paga meia-entrada.

Ainda no tema parque, mas agora na direção da aventura e diversões, vamos falar do Alpen Park. O Alpen Park é parque em meio a natureza que oferece atividades como arvorismo, tirolesa, quadriciclo, trenó, simulador Mini Rider 2, super salto, Alpen Race, Alpen Kids, Alpen Car e motanha-russa. É interessante, vale perder algumas horas para diversão. No site disponibilizado ali acima você encontra o preço do passaporte que dá direito a 6 atrações e o preço de cada uma das atrações separadamente.

Alpen Park em Canela

Ainda seguindo a linha de parques, porém, menos divulgado, o Ecoparque Sperry é um parque ecológico com quatro cachoeiras, canyons, mirantes, trilhas em meio à Mata Atlântica, mas que também podemos praticar esportes de aventura como tirolesa, slackline, cascadin e mini-arvorismo. A área do parque está localizada no interior da cidade de Canela, mas fica em torno de 8 km do centro de Gramado. Há também um Restaurante chamado Bêrga Mótta, que abre apenas em sábados, domingos e feriados somente no horário de almoço. Os ingressos para o parque custam para adultos R$ 15,00 e R$ 7,50 para crianças de 6 a 12 anos.

Parque do Caracol em CanelaUma das maiores atrações do Rio Grande do Sul e presente em 10 de 10 roteiros para Gramado e Canela, chama-se: Parque Estadual do Caracol ou somente Parque do Caracol. Além de abrigar um dos principais cartões-postais da Serra Gaúcha, a Cascata do Caracol, o parque possui trilhas, mirantes, espaços de lazer, restaurante, lanchonetes, lojinhas, centro histórico ambiental e um observatório ecológico (pago separadamente) a 27 metros de altura que permite ter uma visão de 360 graus do parque. A cascata do Caracol tem uma queda de 131 metros, mas você pode descer 730 degraus por uma escada ecológica que leva até a base. Descer é mole! Subir depois leva qualquer um a pensar duas vezes, mas fazer assim mesmo. A outra maneira ver a cascata é subindo de bondinho, chamado de Bondinhos Aéreos Parques da Serra. O ingresso para entrar no parque custa R$ 20,00 e o ingresso para o bondinho R$ 42,00.

Por último, mas não menos importante, principalmente para a criançada, temos um parque chamado: Parque Terra Mágica Florybal. Uma das mais famosas marcas de chocolate da Serra Gaúcha inaugurou o parque em 2011 e desde então vem fazendo muito sucesso. O parque possui teatro, show de bonecos e musical com personagens, um territórios dos Dinossauros, com réplicas de animais jurássicos, sendo alguns animatronicos, a Casa da Fada, onde as crianças são maquiadas, a Casa do Mago, onde ele interage com você, a Floresta Mágica, estilo espaço kids, a Mini Fazenda de Cacau, que conta brevemente a história do chocolate, um cinema 7D, o Django Gan, que é um tobogã no escuro que desce 50 metros, um simulador de montanha-russa e também uma cascata de chocolate. O parque é bem conservado, limpo e em meio a vegetação nativa da região. O valor do ingresso é de R$70,00 adulto e R$ 35,00 crianças e meia-entrada. Apenas 4 atrações não estão inclusas no ingresso: Cinema 7D: Adultos R$ 20,00 e Idosos/ estudantes/idosos: R$ 10,00. O Voo do Pterodáctilo: R$ 10,00 (acima de 1,20 e máximo 100 quilos). Velociraptor: R$ 10,00 (acima de 1,20 e máximo 120 quilos). E o Parquinho Up, R$ 5,00 a R$ 10,00 cada.

Bate-volta

A região de Bento Gonçalves, Garibaldi e Flores da Cunha é muito conhecida por suas vinícolas e atividades envolvendo o turismo na área, como o Vale dos Vinhedos, Rota dos Espumantes, Caminhos de Pedra, passeio de Maria Fumaça, entre várias outras atividades.

Dicas

Gramado e Canela não são considerados destinos baratos. Além disso, a maioria das atrações são pagas, por isso, preste bastante atenção no seu roteiro de entretenimento e principalmente no gastronômico. Como as cidades possuem muitas opções, faça o que gosta de fazer, ande de bicicleta pela cidade, a noite pelo centrinho, porquê apesar do custo mencionado, as passagens fora de alta temporada e hospedagens não tem alto custo e você terá mais pra frente uma outra oportunidade de voltar.